"Não importa para onde vamos ou de onde voltamos. O que importa são as experiências únicas e os cenários surpreendentes com que nos deparamos. Viajamos em busca do que a vida pode nos revelar, num verdadeiro banquete de sabores, cores e sons."
E confesso: não tem graça nenhuma viajar e não contar para alguém, mostrar as fotos, compartilhar....
Voltar para casa também é uma experiência maravilhosa que só podemos sentir quando viajamos.


Várias fotos que ilustram as postagens são retiradas da Net.

Coimbra, Fátima e Óbidos - Portugal


COIMBRA

Coimbra é uma cidade historicamente universitária, por causa da Universidade de Coimbra, fundada em 1290, conta atualmente com cerca de 30 mil estudantes. 



Passamos por Coimbra e o ônibus, literalmente nos despejou numa praça às margens do Rio Mondego e nosso acompanhante se escafedeu sem nos dizer pra onde ir, ou o que fazer. 

Sem informações, tomamos a direção da Universidade, numa subida interminável, para depois ficarmos sabendo que havia um elevador. 



Era um domingo de manhã e tudo estava completamente deserto.



Durante os seus mais de sete séculos de existência, a Universidade foi crescendo, primeiro por toda a Alta de Coimbra e depois um pouco por toda a cidade, encontrando-se atualmente ligada a difusão da cultura portuguesa no mundo.



Rei D. Dinis I, criou a Universidade



Ao fundo, a Capela de São Miguel e o Paço da Universidade 



O Paço da Universidade



A descida foi menos penosa, mas não me conformo por não ter usado o elevador.



Largo da Portagem - O nome deste largo deve-se ao fato de antigamente se cobrarem impostos sobre as mercadorias que chegavam à cidade vindas do sul. Neste largo, está um dos simbolos arquitetônicos da cidade de Coimbra, o Hotel Astória construído em 1926 e o Café Montanha, um café com mais de 50 anos de existência.



Hotel Astória - o classico Hotel mantém os seus traços arquitetônicos desde 1926, tornando-se um dos principais simbolos arquitetônicos de Coimbra. O Hotel Astória está decorado de uma forma rica e esmerada, com mobilia do início do século, num estilo clássico, oferecendo quartos com vista sobre a cidade ou sobre o rio Mondego. O hotel é reconhecido pelo conforto e pela refinada tradição de serviço europeu.

FÁTIMA



O Santuário de Fátima, localizado na Cova da Iria, Fátima - Portugal



Esplanada do Rosário

Numa das aparições, a Virgem Maria pediu para construírem uma capela naquele lugar, que atualmente é a parte central do Santuário onde está guardada uma imagem de Nossa Senhora. No decorrer dos anos, o Santuário foi sendo expandido até aos dias de hoje, existindo já uma basílica e uma grande igreja, aumentando assim a capacidade de acolhimento de peregrinos em recinto coberto.

Capelinha das Aparições

Em 1917, Jacinta Marto, Francisco Marto e Lúcia de Jesus, presenciaram seis aparições de Nossa Senhora nos dias 13, de Maio a Outubro, tendo em Agosto acontecido no dia 19 (alguns autores defendem que foi dia 15). No essencial da mensagem, Nossa Senhora teria pedido que se rezasse o terço todos os dias, conversão, e penitência.



As pessoas chegam até aqui sob intensa emoção. 

Em resposta ao pedido de Nossa Senhora "quero que façam aqui uma capela em minha honra", foi construída uma modesta capela no local exato das aparições. 
A 13 de Maio de 1920, a imagem de Nossa Senhora de Fátima é benzida na Igreja Paroquial de Fátima. É em madeira, cedro do Brasil, e mede 1,10m. A estátua é entronizada na Capelinha a 13 de Junho do mesmo ano.
Em 6 de Março de 1922, foi dinamitada por desconhecidos, mas foi reconstruída nesse mesmo ano. A capelinha original, embora sujeita a ligeiras reparações no decorrer dos anos, mantém os traços de uma ermida popular.
O pedestal, onde se encontra a Imagem de Nossa Senhora, marca o local exato onde estava a pequena azinheira sobre a qual Nossa Senhora apareceu aos Pastorinhos em 13 de Maio, Junho, Julho, Setembro e Outubro de 1917



Fontes de Água Benta



As Colunatas formam o conjunto arquitetônico que liga a basílica aos edifícios construídos de cada lado do Recinto. São 200 colunas e 14 altares. Nos retábulos dos altares vêem-se as 14 estações da Via-Sacra, executadas em cerâmica policromada.

Dezassete estátuas feitas de mármore encimam a Colunata. Representam santos portugueses, santos fundadores de congregações religiosas e outros apóstolos da devoção a Nossa Senhora, sendo todas da autoria de escultores portugueses.



Interior da Basílica de Nossa Senhora do Rosário







A Cruz alta , erguida em 29 de Agosto de 2007, é da autoria do artista Robert Schad, tem 34 metros de altura. 



Igreja da Santíssima Trindade
Esta igreja, dedicada à Santíssima Trindade, com 8.633 lugares sentados foi inaugurada em 12 de Outubro de 2007, por ocasião do 90.º aniversário das aparições.
Trata-se do quarto maior templo católico do mundo em capacidade, tendo sido integralmente pago com dádivas dos peregrinos ao longo dos anos. A decoração é inspirada na arte bizantina e ortodoxa. A planta é circular por fora e quadrangular por dentro, existindo 12 portas laterais ( dedicada a cada um dos Apóstolos e uma grande porta central, a Porta de Cristo.



Interior da Igreja da Santissima Trindade



ÓBIDOS

Óbidos deriva do termo latino oppidum, significando «cidadela», «cidade fortificada».



"A trajetória desta cidadela protegida por uma alta murada de pedra é fortemente ligada à nobreza desde o século XIII, quando o rei Dinis se casou com Isabel de Aragão. Entre os presentes que o monarca deu à mulher estava... a vila de Óbidos inteirinha. A tradição de ser dote real se estendeu até o século XIX.




"Essa ligação com os poderosos portugueses ajudou a conservar intacto o casario gracioso, com paredes caiadas e detalhes em azul ou amarelo, cenário típico lusitano. "



"A cidadela a 80 quilômetros ao norte de Lisboa é um brinco, uma joia medieval."



"A Igreja de Santa Maria, é famosa por ter sido palco do casamento de Afonso V com a sua prima Isabel, na primeira metade do século XV. No interior do templo chamam a atenção os azulejos do século XVII e o teto de madeira. À direita do altar podem ser apreciadas algumas pinturas de Josefa de Óbidos, uma das personagens mais famosas da cidade. Outras obras da pintora nascida em Sevilha em 1631, mas que passou grande parte da vida em Óbidos, podem ser apreciadas no Museu Municipal, na mesma Praça de Santa Maria onde está a igreja - e também um belo pelourinho manuelino do século XV, feito em pedra e enfeitado com redes de pesca desenhadas em relevo."

Foto Net



"As construções antigas abrigam tudo o que um turista precisa para uma viagem prazerosa: há bons restaurantes, uma coleção de cafés, lojinhas de artesanato e galerias de arte cheias de charme, além de muitas garrafeiras, como os portugueses chamam os lugares que vendem bebidas alcoólicas - entre as especialidades etílicas locais estão os vinhos e a ginjinha, uma espécie de licor feito a partir da ginja, um tipo de cereja selvagem, pequenina e muito saborosa, abundante na região."



A Ginjinha pode ser tomada no cálice de chocolate e comê-lo depois.



"Depois de entrar na cidade parece que viajamos no tempo. Muito pouco mudou nas ruas intramuros desde o século XIV, época em que foi finalizada a fortificação cuja origem é mourisca, anterior ao século XII, quando os árabes foram expulsos dali." 



" Tudo está devidamente preservado, até as antenas de televisão e os cabos de telefone foram eliminados, optando-se por cabos subterrâneos, de modo a manter a estética medieval. Por entre as casas misturam-se inúmeras igrejas e capelas "



"Dentro das muralhas, que sob o sol poente tomam uma coloração dourada
respira-se um alegre ambiente medieval, feito de ruas tortuosas, de velhas casas caiadas de branco com esquinas pintadas de azul ou de amarelo, de vãos e janelas manuelinas, lembrando que D. Manuel I (séc. XVI) aqui fez grandes obras, de muitas flores e plantas coloridas."


"Para tudo ficar ainda mais belo, todas as fachadas são enfeitadas com flores, principalmente gerânios vermelhos e buganvílias roxas."



"Descubra cada recanto desta vila-museu, repleta de roseirais e deslumbre-se com o quadro criado pela alvura do casario, delineado com barras azuis ou amarelas. " 








Pensa-se que o Castelo de Óbidos é de origem romana mas foi depois uma fortificação sob o domínio árabe. Classificado como Monumento Nacional o castelo apresenta um estilo arquitectónico militar. Foi convertido numa Pousada





O Galo de Barcelos souvenir típico de Portugal

Lenda do Galo de Barcelos - Segundo a lenda, os habitantes de Barcelos, cidade do Minho, norte de Portugal, andavam alarmados com um crime e, por não se ter descoberto o criminoso que o cometera.
Certo dia, apareceu um galego que se tornou suspeito. As autoridades resolveram prendê-lo e, apesar dos seus juramentos de inocência, ninguém acreditou e acabou condenado à forca.
Antes de ser enforcado, pediu que o levassem à presença do juiz e voltou a afirmar a sua inocência e, apontou para um galo assado que estava sobre a mesa e exclamou:
- É tão certo eu estar inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem.
Quando estava para ser enforcado, o galo assado ergueu-se na mesa e cantou. O juiz impediu o estrangulamento.


Vera o ônibus que nos transportou por Portugal e pela Espanha.


Euripedes, o Itamar Franco (apelido) e o "Guia" Francisco


Janeiro 2012