"Não importa para onde vamos ou de onde voltamos. O que importa são as experiências únicas e os cenários surpreendentes com que nos deparamos. Viajamos em busca do que a vida pode nos revelar, num verdadeiro banquete de sabores, cores e sons."
E confesso: não tem graça nenhuma viajar e não contar para alguém, mostrar as fotos, compartilhar....
Voltar para casa também é uma experiência maravilhosa que só podemos sentir quando viajamos.


Várias fotos que ilustram as postagens são retiradas da Net.

Cidade de São Paulo 1 – SP 1969

Em 1969, terminando o Curso de Pedagogia, Marly e eu “cismamos” de fazer um Mestrado.

 

“Era um ano difícil pontuado por grandes acontecimentos: Caetano Veloso e Gilberto Gil, ambos com 26 anos, partem para seu exílio na Inglaterra; Neil Armstrong e Edwin Aldrin Jr. pisam na Lua; a atriz Sharon Tate, grávida de oito meses, mulher do cineasta Roman Polanski, é encontrada assassinada em sua casa em Beverly Hills por um grupo de fanáticos liderado por Charles Manson; acontece o Festival de Música e Artes de Woodstock, na cidade de Bethel, em Nova York, com apresentações de Jimi Hendrix e Janis Joplin, reunindo 300.000 hippies; o general Emílio Garrastazu Médici toma posse, em Brasília, na Presidência do Brasil em substituição à Junta Militar, que assumiu após o marechal Arthur da Costa e Silva ter se afastado por motivo de doença; morre Cacilda Becker; Mario Covas é cassado; surge no Rio o semanário O Pasquim; Vera Fischer é escolhida Miss Brasil; a Globo transmite o primeiro Jornal Nacional; Macunaíma, com Grande Otelo, Paulo José e Dina Sfat, trazem novo fôlego ao cinema nacional; Carlos Marighela é assassinado nas ruas de São Paulo por um comando militar; acontece o massacre de My Lai no Vietnam; Richard Nixon assume a presidência dos Estados Unidos; a censura ataca fortemente a imprensa brasileira e acontece a grande manifestação pacífica em Washington, exigindo o fim da guerra no Vietnã.”  
Nossa primeira providência foi procurar um Curso de Inglês. Matriculamo-nos no Curso da Prof. Julia Marquez. Eu não aprendi nem o “Good Morning”. Marly deve falar fluentemente, porque sempre foi persistente e, como todo brasileiro, “não desiste nunca”. Nossa segunda providência foi ir para São Paulo e tentar viabilizar o projeto do Mestrado. Pegamos aqui um ônibus e o endereço da sobrinha do marido da minha tia que alugava quartos para estudantes. Chegando em São Paulo, fomos ao referido endereço, que ficava num prédio da região central de São Paulo e tinha daqueles elevadores antigões. Abrimos a porta do elevador, colocamos nossas malas e….antes de entrarmos a porta se fechou e as malas se foram. E nós duas, as mineiras caipiras, ficamos olhando uma prá outra e o único recurso foi “cair na gargalhada". Depois do passeio, nosso elevador fujão voltou e conseguimos chegar ao apartamento da sobrinha do marido da minha tia com as malas. Mas os quartos para aluguel ficavam em outro prédio próximo dali. Pegamos a chave e fomos para a nossa hospedaria que não ficava na mesma rua. Dobramos esquina caminhamos um pouco e chegamos. Devidamente instaladas, fomos para o Ibirapuera visitar a FENIT, a atual Fashion Week, onde assistimos a desfiles e o show-desfile Stravaganza com Raul Cortez e que tinha como cenário um circo e a apresentação de Gal Costa

. RHODIA2 copy

“A Rhodia comemorava 50 anos no Brasil, e apresentou seu maior show-desfile, Stravaganza, na FENIT. Eram anos de Fenit no Ibirapuera, de cílios postiços, de traços grossos de lápis nas pálpebras, de sombras azuis carregadas sobre os olhos. A Rhodia, importante empresa têxtil da época, ajudou a escrever a história da moda no Brasil. Foi a XII edição da Fenit realizada pela última vez no Parque Ibirapuera com 180 stands e a presença de Valentino e Ted Lapidus. Eles não podiam vender seus vestidos. Eram todos etiquetados na alfândega brasileira e conferidos na saída. Ganhavam passagem, estadia e prestígio. Clodovil e Denner também apresentaram seus desfiles e revolucionaram com as transparências. Clodovil abriu seu desfile com uma noiva de vestido transparente.”
No show Stravaganza, um trapezista caiu, a rede de proteção rompeu e ele se estatelou no chão. Felizmente não aconteceu nada muito grave. Foi a primeira vez que vi Gal Costa ao vivo. Ela interpretou Baby (Gal –Baby), Divino Maravilhoso (Divino Gal) etc . Foi impactante.

 

”O nome de Gal Costa era citado como ícone feminino de uma reviravolta estética para os padrões brasileiros. Mulher que não combinava bolsa com sapato, mulher que ouvia rock, mulher de figurinos avançados, mulher do futuro. A cantora surgiu nos palcos vestindo roupas de hippie, cabelos black power e a ousar a soltar os agudos em gritos de protestos. Gal Costa mantinha o frescor da nascente Tropicália: canções de temáticas urbanas, doces reflexões anarquistas, constatações, citações, provocações, balanço, objetos não-identificados, diversificação de ritmos e arranjos inacreditáveis. Com o exílio de Caetano e Gil, ela começa a destilar sua raiva por meio de uma postura assumidamente agressiva. Ela havia se tornado, não por escolha própria, a porta-bandeira do que restara do Tropicalismo. E, em vez de trilhar os caminhos do canto fácil e dos hits vendáveis, opta por experiências rascantes junto ao músico e então aliado Jards Macalé. É a musa dos descabelados, dos abandonados, dos revoltados, dos utópicos. Gritos, mixagens sujas, ruídos, sustos, tiros e gargalhada geral: ela não queria mais as tardes mornas, esquecia a contenção cristalina da bossa nova e assustava os caretas. Gal Costa, decide viajar para a Inglaterra para visitar os amigos, mas o Tropicalismo já estava consolidado no Brasil.” (Gal Costa)

 
Cemitério de Automóveis – Stenio Garcia

 
Vida e Morte Severina


 
Além da Fenit, fomos ao Teatro ver Cemitério de Automóveis, Morte e Vida Severina , ao cinema assistir “Romeu e Julieta” (1968) - Franco Zeffirelli, que me levou a escolher a trilha sonora do filme para o meu casamento em 1971.
Visitamos uma grande amiga da Marly que nos levou a uma típica Cantina Italiana bem animada.

1969 – Marly  e eu

Veja outros Posts sobre a Cidade de São Paulo clicando aqui São Paulo

Fontes - Google - Várias páginas.. (texto e fotos)