"Não importa para onde vamos ou de onde voltamos. O que importa são as experiências únicas e os cenários surpreendentes com que nos deparamos. Viajamos em busca do que a vida pode nos revelar, num verdadeiro banquete de sabores, cores e sons."
E confesso: não tem graça nenhuma viajar e não contar para alguém, mostrar as fotos, compartilhar....
Voltar para casa também é uma experiência maravilhosa que só podemos sentir quando viajamos.


Várias fotos que ilustram as postagens são retiradas da Net.

Uberlândia – Minas Gerais

  Uberlândia - MG
 
  Imagem:Av cesario alvim.jpg

Nasci em Uberlândia, em 1946, terra do meu pai e dos meus avós. Meus pais, nesta época, moravam numa localidade chamada Cabeleira, no município de Rio Verde- Go e lá é que fui gerada. Aproximando a data do meu nascimento, minha mãe veio para Uberlândia e nasci  na casa da minha avó materna, com auxílio de uma parteira. No momento do meu nascimento, passava um Grupo de Congado em louvor à N.Sra do Rosário e uma tia que estava presente sugeriu que me colocassem o nome de Maria do Rosário. Minha mãe já havia escolhido meu nome através de uma revista. Meus pais retornaram para Uberlândia em 1958 e esta passou a ser minha cidade de nascimento, morada e predileção.

DSC00297
Museu Municipal e Coreto. Foto de Sergio Fonseca – Dezembro 2010




Uberlândia é uma velha senhora de  122 anos e vou mostrar um pouquinho do muito que gosto em minha cidade. Considero este local (Center Shopping) o mais dinâmico e que mostra a  vocação de Uberlândia para se tornar uma grande metrópole.


Com a construção deste viaduto, inaugurado recentemente (2012), o local perdeu aquela linda vista da foto anterior e ainda foi premiado com as mazelas das cidades que não contam com políticas sociais consistentes.


O novo viaduto já se tornou moradia para sem-teto e usuários de droga.

4032696

Praça Tubal Vilela – Fonte Luminosa e Escultura de Juscelino Kubitschek


De um campo de futebol surge, no início do século XX, a Praça da República. Graças à quantidade de bambus ali plantados foi chamada pela população de Praça dos Bambus. Em 1959, passa a chamar-se Tubal Vilela, sendo remodelada pelo projetista e engenheiro uberlandense João Jorge Cury, com uma concepção mais voltada para um espaço de convívio e de encontro.”  Praça
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
É na Praça Tubal Vilela que fica a Catedral de Santa Terezinha, inaugurada em dezembro de 1941 e que teve sua fachada e seu interior totalmente descaracterizados após uma reforma.


 

Museu Municipal da Praça Clarimundo Carneiro, foi sede da Prefeitura e abrigou a Câmara Municipal. Exibe a Exposição permanente "Nossas Raízes" que retrata a história de Uberlândia Museu



Oficina Cultural realiza uma política pública de cultura, que trabalha diretamente com as práticas artísticas: Audiovisuais, Artes Visuais, Artes Cênicas, Fotografia, Música, Literatura, Cultura Popular, entre outros.



A Casa da Cultura de Uberlândia é uma instituição que abriga acervos culturais de Uberlândia, reinaugurada em 2008, após a reforma de um casarão antigo do Fundinho.


O Museu Universitário de Arte (MUnA)- Localizado Pça. Cícero Macedo, 309 -  Fundinho, é um órgão complementar da Universidade Federal de Uberlândia, com coordenação e direção do Departamento de Artes Visuais. É um espaço que visa o diálogo entre as Artes Visuais, o ensino de arte.


O Mercado Municipal  conta com extensa  variedade de serviços e produtos que são  oferecidos por esse tradicional espaço de compras e lazer de Uberlândia. Concomitante a esse processo, o Mercado,  além de centro de compras, é uma referência cultural e de lazer para Uberlândia e região.  Mais que cartão postal e símbolo de Uberlândia, o Mercado é  um espaço turístico cada vez mais freqüentado. Conta com um auditório, uma Galeria de Arte e um espaço ao ar livre,  onde são realizadas  apresentações artísticas e a Feira Gastronômica que acontece sempre na terceira quinta-feira de cada mês.
 
 
Teatro Rondon Pacheco -  é um imóvel pertencente a Escola Estadual Bueno Brandão, administrado pela Secretaria Municipal de Cultura. Possui 340 lugares.


A Igreja do Rosário abriga a Festa em Louvor a Nossa Senhora do Rosário e São Benedito e é o prédio religioso mais antigo no espaço urbano de Uberlândia.  O espaço onde a igreja se situa é engrandecido ainda pelo piso em pedra portuguesa cuja aplicação modulou um conjunto de leques nas cores características das rochas de onde elas são extraídas: o basalto negro, o basalto vermelho e o calcário branco.


Monumento a Zumbi dos Palmares, o valente guerreiro que lutou pela libertação e afirmação de sua raça. A obra é ornada por uma peça em mosaico produzida pelo  grupo  de mosaicistas uberlandenses, integrado pelas artistas Ângela Costa, Ângela Vassilíades, Elaine Barbosa e Cristiane Lima, unidas no Ateliê Arte em Mosaico.


Encontrei esta foto no SkyscraperCity onde pela lente dos óculos da garota identificamos a Praça e a Igreja Nossa Senhora do Rosário de Uberlândia em dia de festa de Congado. Parabéns para o fotógrafo. Fantástico!

ESTÁDIO "PARQUE DO SABIÁ" - UBERLÂNDIA

Estádio João Havelange - O estádio foi inaugurado em 27 de maio de 1982, como Parque do Sabiá, em uma partida amistosa realizada entre as seleções brasileira e irlandesa. A seleção brasileira venceu por 7 a 0. O primeiro gol do foi do brasileiro Falcão. Em 1995, o estádio foi renomeado para Estádio Municipal João Havelange, depois de uma sugestão do vereador da cidade, Leonídio Bouças. Porém, a troca de nome não foi muito popular entre os fãs de futebol da cidade de Uberlândia, e o estádio ainda é normalmente chamado de Parque do Sabiá.


Entrada para o Parque do Sabiá -
O Complexo Parque do Sabiá possui uma área de 1.850.000 m².  Possui Zoológico com animais em cativeiro de dezenas de espécies,  uma grande Lagoa,  quadras esportivas, uma pista de Cooper de 5.100 metros de extensão, um completo parque infantil, etc.


O Parque do Sabiá abriga um Bosque de 350.000 m² de área verde com mais de 300 espécies de árvores nativas.


No Parque Municipal Victorio Siquierolli  encontram-se legítimos exemplos da vegetação do cerrado, com suas árvores de folhas coreáceas, troncos retorcidos e cascudos, flores muitos coloridas e frutos agrestes, um espaço com brinquedos pra crianças e o museu de biodiversidade do cerrado. O parque surgiu a partir da doação das terras, onde antigamente era conhecido como "Chacára Metálica". Seu proprietário era Victório Siquieroli, descendente de italianos.



O Museu de Biodiversidade do Cerrado (MBC) – funciona em parceria com a UFU e promove a educação ambiental e a pesquisa na área de conservação e preservação do bioma do cerrado, mantém coleções zoológicas científicas, didáticas e expositivas, onde uma parte do acervo refere-se às coleções expositivas do Parque Victório Siquieroli, localizado na avenida Nossa Senhora do Carmo, 707, Bairro Jardim América.



Cachoeira do Sucupira - Situa-se no Rio Uberabinha, a 17 Km do centro da cidade. Suas águas cristalinas precipitam-se, em queda livre, de um paredão de basalto com altura de quinze metros. Na margem esquerda, existe um bosque natural, com inúmeras espécies próprias das matas ciliares e Pesqueiro no Rio Araguari.
 

Entre Uberlândia e Araxá no Km 200 da Br 452 fica a Cachoeira do Rio Claro
[Agosto+09+-Praia+2009-08-23+001.JPG]

O Praia Clube está localizado onde podemos chamar de “berço da cidade”, às margens do Rio Uberabinha, o que o torna diferente de todos os outros clubes.  O Praia Clube ocupa uma área aproximada de 301 mil m2, com uma moderna e imponente infra-estrutura para atividades esportivas, culturais e de lazer.


Cajubá Contry Clube  (foto Valter de Paula)

EIMG_17087_57117_GRA

Uberlândia Clube

EIMG_17087_57123_GRA

EIMG_17087_57125_GRA

Bem que o Uberlândia Clube podia ser transformado num Centro cultural, com teatro, galeria de arte, biblioteca, e espaço para shows. Estou lançando a campanha.

EIMG_17087_57133_GRA

Uberlândia tem vocação para ser GRANDE em tantos aspectos e para ser pequena em tantos outros. Considerada o maior polo atacadista da América Latina, o maior centro universitário do interior de Minas Gerais e grande centro de tecnologia em Call Center, possui um Estádio de futebol com capacidade para 75 mil pessoas, mas não possui um time competitivo e não possui ainda um teatro compatível com as necessidades de seus produtores culturais.


Felizmente a cidade conta com pessoas idealistas, sonhadoras e generosas  que fazem e promovem cultura apesar das inúmeras dificuldades que enfrentam. Um grande exemplo de persistência na área cultural de Uberlândia é Fernanda  Bevilaqua, a responsável pelo Palco de Arte que apóia, prestigia e apresenta bons espetáculos.
O Palco de Arte fica na Rua Coronel Manoel, 22 – Fundinho, e é um espaço cênico anexo ao Uai Q Dança.


Possui arquibancada com 92 cadeiras, e capacidade para 100 pessoas sentadas também nas escadas.

Dezembro 2012 - Finalmente nosso almejado Teatro foi inaugurado. (Fotos capturadas na Net)


 O Teatro Municipal de Uberlândia, situado na Avenida Rondon Pacheco, começou a ser construído em 1997 e já custou cerca de R$ 25 milhões das iniciativas pública e privada. A obra, que foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer em 1989, tem mais de cinco mil metros quadrados de área construída em um espaço que conta com 816 poltronas.

Terá um palco aberto para a parte externa, que possibilitará a transformação em um grande anfiteatro com capacidade para aproximadamente 25 mil pessoas. O espaço externo conta ainda com estacionamento para 400 vagas e projeto paisagístico.




“Nós somos da cidade

E as cidades de quem são?” (Paulo Miklos)

Fontes: Algumas fotos foram capturadas na Net: Skyscrapercity, Panoramio, etc.