"Não importa para onde vamos ou de onde voltamos. O que importa são as experiências únicas e os cenários surpreendentes com que nos deparamos. Viajamos em busca do que a vida pode nos revelar, num verdadeiro banquete de sabores, cores e sons."
E confesso: não tem graça nenhuma viajar e não contar para alguém, mostrar as fotos, compartilhar....
Voltar para casa também é uma experiência maravilhosa que só podemos sentir quando viajamos.


Várias fotos que ilustram as postagens são retiradas da Net.

Rio Verde–Go



 
Cabeleira – Logo após meu nascimento em Uberlândia, meus pais voltaram para casa no Cabeleira – Go. Nossa casa era muito, muito modesta, de pau a pique, e foi lá que meu pai começou o seu primeiro negócio. Uma farmácia. Alguns anos depois, comprou um bom lote e construiu nossa casa de alvenaria, grande, confortável com um extenso quintal com horta, galinheiro e muitas frutas.
 
F1B2
 
A casa tinha a farmácia na frente, o “laboratório” , 3 quartos, sala, uma imensa cozinha, com fogão a lenha e onde tudo acontecia, a área da cisterna, o banheiro e 2 cômodos para depósito. Ali passei minha infância.
Cabeleira ficava no município de Rio Verde em Goiás e ocasionalmente iamos à cidade, que ficava a 54 km de nossa casa, para  fazer compras, votar (meus pais) e visitar amigos.
Da cidade de Rio Verde eu me lembro da Praça, da Igreja, do cinema, da sorveteria. Os dois últimos nem devem existir mais e nem fotos eu tenho.
 
Rio Verde hoje .
 
igreja_rioverde
 
Igreja Matriz de Rio Verde
  


Casarão Frederico Jaime



Fotos – Google Imagens

Veja no Facebook https://www.facebook.com/pages/Memorial-Da-Cidade-De-Rio-Verde-Go/117476181757814?fref=ts